Na quarta-feira, 11/04, com cinco mil  presentes em votação unânime, na Assembleia Geral, os servidores municipais de Florianópolis decidiram entrar em greve por tempo indeterminado contra o PL que privatiza a saúde e a educação, enviado à Câmara Municipal em regime de urgência urgentíssima pelo prefeito golpista do MDB, Gean Loureiro, através das OS’s (Organizações Sociais, tipo de associações privadas), mecanismo de terceirização de duas áreas vitais para a população trabalhadora.

A consequência nefasta dessa medida é a transferência dos recursos públicos para o empresariado que vive do parasitismo estatal, que acarretará perda drástica da qualidade dos serviços prestados e a precarização das relações de trabalho, com redução da massa salarial e demissões em massa, de imediato afetando os já arrochados ACT’s (Admissão de Contratos Temporários).

Trata-se de um golpe diante da iminência da data-base da categoria, maio/2018, do alcaide que nem sequer cumpriu o acordo da data 2017, pagando somente a primeira parcela de um acordo já rebaixadíssimo.

A medida de força da categoria, já no primeiro dia, obrigou o prefeito a protocolar na Justiça o pedido de ilegalidade da greve, negado pelo Tribunal, e interdito proibitório, medida deferida que visa proibir os meios e métodos próprios de luta dos trabalhadores: piquetes, passeatas, atos públicos, etc. que o derrotaram na histórica greve de janeiro e fevereiro de 2017 o pacote.

Em outra frente, na Câmara Municipal, a base de apoio do governo encabeçada pelo vereador Bruno Souza do PSB e do direitista MBL, com tendências fascitizantes, em conluio com o presidente do legislativo, Guilherme Pereira, ameaçam aprovar a instalação de uma CPI, para investigar o SINTRASEM, visando intimidar e criminalizar a organização e mobilização da categoria.

– PELA RETIRADA DO PL das OS’s

– PELO CUMPRIMENTO DO ACORDO COLETIVO DE 2017

– TODO APOIO À GREVE DOS MUNICIPÁRIOS DE FLORIANÓPOLIS ATÉ A VITÓRIA

– TODA A FORÇA À CAMPANHA SALARIAL 2018!

– FORA O GEAN LOUREIRO E SUA CAMARILHA GOLPISTA

Por Alfeu Goulart, da Tribuna Classista SC.

 

Anúncios